Ocorreu um erro neste gadget

2/10/2007

A vida na "terra" não firme

Dá para imaginar algo assim? Viver assim, em meio à água, longe da "civilização" e de seus confortos, sem rádio, sem tv, sem computador, sem celular, sem ar condicionado... mas também sem poluição, sem violência, sem vizinhos mal educados, sem reuniões de condôminos, sem medo de agrotóxicos, sem buzinas, sem telefone tocando e torrando a paciência a cada instante. A vida no rio e no céu, exuberante. Centenas de super-peixes (pirarara,o temido jaú, piranha, tucunaré, tambaqui, tambacu, poroquê), de pássaros coloridos, de insetos medonhamente grandes... Nem mesmo os piuns conseguiram tirar meu bom humor, apesar de terem me deixado tatuados os braços e tornozelos com suas picadas por mais de 15 dias, hehehe

3 comentários:

Rose disse...

Que lugar delicioso !!
Imagino a paz que seja !!
Meu único senão: cobras !!!... mas a paz de espirito compensa tudo.

Érica T disse...

Oi Manuela

Pois é... eu sofro com meus múltiplos braços!

Ah... tem como me levar para esse lugar paradisíaco não? Precisava de férias... mesmo não querendo.

beijos

Manuela Phontesanta disse...

As cobras nos deixam em paz se a gente fizer o mesmo... porisso o lugar é um paraíso: os bichos se respeitam (bicho-homem e bicho-bichim).