Ocorreu um erro neste gadget

11/05/2007

Já voei para o alto da mais distante montanha. Já me recolhi próximo a um enorme paredão. Já bati meu velho bico contra a rocha até despedaçá-lo por completo. Já aguardei dolorosamente o nascer de meu novo bico e, com ele, arranquei, uma a uma, todas as minhas unhas. Já esperei o nascer das novas para, com elas, conseguir arrancar cada uma das minhas velhas e duras penas.. Já aguardei por mais de cinco meses (de abril a setembro) o nascimento das novas penas para, afinal, sair para o vôo da renovação. D velha Manuela, de bico curvo, asas pesadas, unhas flexíveis surgiu a Mariela. E essa, partiu para o vôo da vitória, renovada, liberta de conceitos limitantes e destrutivos.

Nenhum comentário: